quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Conheça a história e as curiosidades do Haxixe

Muito dos adeptos da cultura canábica além da Maconha, gostam de fumar seus derivados, como por exemplo, o haxixe, que é extraído das flores da Cannabis sativa ou indica, sendo que a substância pode ser consumido fumado ou ingerido, através, por exemplo, do licor de Haxixe.

A pasta que se forma pelas secreções de THC - que é o principio ativo da Maconha- é consumida há milhares de anos pelos chinesas, descrita pela primeira vez praticamente junto com a uma lista de farmáceos chamada Pen Ts'ao Ching. Foi nesta época também, que foram encontrados os primeiros registros dos efeitos medicinais do Haxixe, contudo, o comércio de especiarias pelos continentes, foi quem tornou a substância conhecida no mundo inteiro. Estudiosos afirma que por volta de 2 d.C., o Haxixe seguiu para o norte da África e Oriente Médio pelas mãos de caixeiros-viajantes, que iam ao oriente em busca de especiarias. Nisto, eles recebiam haxixe como cortesia nas operações de compra e venda.

O nome Haxixe vem do árabe (HASHISH), que significa literalmente erva seca. A substância ganhou este nome, depois que um líder da seita xiita da Pérsia no século XI, Hassan Bin Sabab, se reuniu em uma fortaleza para matar soldados da extinta Cruzada. Antes que começasse a matança, os soldados do líder consumiam a droga, e por isso eram conhecidos como aschinchin, ou seja, alguém que usa ou está sobre o efeito do Haxixe, que mais tarde derivou a palavra assasin ou assassino.

Outra curiosidade do Haxixe é o fato de ser considerado sagrado para os seguidores da religião Hindu, sendo um presente dos deuses. Os Shaivas, devotos de Shiva (uma das personalidades de Deus na tríade dessa religião) tragam em rituais a Ganja misturada com o Haxixe conhecido como Charas, fabricado no norte da Índia. Eles consideram que o chilum (o cachimbo onde a planta é fumada) é o corpo de Shiva, o charas é a mente de Shiva, a fumaça resultante da combustão da planta é a divina influência do deus e o efeito desta, sua misericórdia.

Vale a pena ressaltar, que o Haxixe ganhou vários adeptos, como o poeta francês Charles Baudelaire e seus amigos escritores Alexandre Dumas e Victor Hugo se reuniam cotidianamente para fumar . Baudelaire era o que mais gostava de haxixe, tanto que fazia que parte de uma ordem, denominado de Club des Haschichiens. Nos encontros, além de usar haxixe, os participantes tinham um estranho ritual: exaltar Hassan Bin Sabab. Todos vestiam roupas árabes e um dos integrantes era eleito o Velho da Montanha.

Um comentário: