sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Ativistas protestam contra os novos projetos do governo holandês, em relação à Maconha


Após 35 anos de tolerância com a Maconha, o governo holandês vem sofrendo um verdadeiro retrocesso na sua política de drogas. Isto, porque o governo quer impedir o chamado turismo de drogas. As novas regras incluem que os coffe shops, só poderão vender maconha para holandeses e aqueles que estão cadastrados em um clube privado de Cannabis.

A medida que já é adotada por algumas cidades do sul da Holanda, vem causando um verdadeiro bafafá, no país, uma vez que a divergência de opinião é o que mais se encontra, quando falamos deste tema. Para os ativistas, o principal prejuízo para a Holanda seria a criação novamente do mercado negro da maconha, visto que com a proibição, os jovens terão que buscar maconha nas mãos do traficante.

Um outro argumento muito plausível dos ativistas é que mesmo que as pessoas tenham que se cadastrar para poder comprar maconha em um clube privado, o projeto já esta fadado ao fracasso, uma vez que o governo holandês pretende classificar as maconhas com a concentração de mais de 15% de THC, como uma droga pesada. No entanto, vale a pena lembrar que o THC é uma substância na qual o nosso organismo cria uma certa tolerância. Com o passar dos anos, ainda mais se for um usuário crônico, maconhas com concentração inferiores a 15% não surtem muito efeitos nestes tipos de usuário, fazendo com que esta classe não tenha vantagem em ser sócio de um clube privado de maconha, já que pelas novas regras, estes estabelecimentos não poderiam vender as chamadas “hard Cannabis”.

A questão é que caso a Holanda realmente esteja disposta a cometer este retrocesso, com toda a certeza eles vão ter mais uma vertente para cuidar no bilionário universo das drogas.

Um comentário:

  1. O que acontece é que um governo de extrema-direita assumiu por lá, da mesma forma como a direita chegou na Espanha. Esse PVV tem tomado outras já conhecidas medidas que vão de encontro ao bem estar social e as liberdades individuais.
    Resta saber o que os holandeses esperavam conseguir com aquele cabeludinho loiro maluco no poder.

    ResponderExcluir