sábado, 10 de dezembro de 2011

Pai desesperado busca na Maconha alivio para as convulsões de seu filho, causados pela Sindrome de Dravet

maconha medicinal nos Estados Unidos vem sido atacada por agentes do governo federal insaciavelmente, numa tentativa do presidente Barack Obama conseguir de volta novamente o seu prestígio político no país. A confusão, desinformação e a busca econômica são tantos, que as vezes o lado mais nobre da causa é esquecido, que é o alívio de dor para pacientes que tem doenças graves.

O episódio que vai ao ar hoje a noite, no Discovery (Apenas nos EUA), do documentário “Weed Wars”, mostra a comovente história de um pai que busca desesperadamente arrumar uma solução para amenizar as convulsões causadas pelos ataques epiléticos, advindos da chamada Sindrome de Dravet.

Segundo o pai do garoto, Jayden foi diagnosticado com a doença desde sua a infância. Quando o menino tinha 4 meses de vida teve uma convulsão que teve a duração de 1 hora. Desesperado, devido a ineficácia dos remédios tradicionais, o pai de Jayden foi até a Califórnia, onde a maconha medicinal é regulamentada.
"Ouvi dizer que existem outras crianças com epilepsia que experimentaram a maconha medicinal, e eles estão fazendo muito melhor. É por isso que eu quero tentar."

Foi então que o pai desesperado procurou a Harborside Centro de Saúde, um centro de wellness com sede na Califórnia, que oferece, entre outras coisas, a maconha medicinal. Lá, ele foi direcionado para uma câmara, no qual foi lhe dado uma substância contendo uma alta dose de canabinóides que servem para aliviar convulsões, mas completamente sem THC.

Um comentário: