quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Você é apreciador da variedade Kush? Confira aqui a história dessa excelente variedade


Você é um dos apreciadores da variedade “Kush”? Pois se a resposta for sim, creio que este post vai ser de seu agrado. Para começar, vamos nos retroceder até as origens desta variedade, que tem este nome devido a sua origem nas fronteiras do Paquistão e do Afeganistão, uma região sempre marcada por muita violência e guerra, mas também pela produção e consumo de Maconha e Haxixe. Segundo consta na história, as montanhas do Himalaia ou os vales férteis, situados na região conhecida como Hindu Kush, possuem um clima ideal para o crescimento da Cannabis, o que proporcionou a agricultores da região, a conseguirem uma qualidade quase inigualável de haxixe.

As cepas Afegãs foram trazidas para a América do Norte devido a viajantes e exploradores da época, que ao chegarem de viagem, semearam algumas sementes de Kush, Skunk e Afegã. Contudo, em 1973, cedendo as pressões norte-americanas, o até então recém presidente do Afeganistão, declarou que o uso, a produção e a venda de haxixe seria ilegal. Mais tarde este presidente foi deposto por comunistas afegãos e a situação de guerra continua infelizmente até hoje.

O Haxixe Afegão foi muito apreciado por líderes de vários países, principalmente os mais velhos. Devido a genética indica da Kush, com sua floração mais curta e a necessidade de menos exposição a raios solares, permitiu que a planta fosse cultivada até o Alasca, o que ajudou e muito na proliferação da espécie.

As variedades Kush nasceram realmente para vencer! Há muitos anos ficam evidente a sua grande potência e sabor, não é atoa, que durante longos anos as variedades Kush sempre ganharam muitos prêmios em competições canábicas internacionais. Tanto, que enquanto as variedades da família Haze dominam as categorias de maconhas sativas do concurso, as Kushes dominam a categoria indica. Para se ter uma ideia, as cepas de Kush são tão boas, que servem de base genética para outras variedade, como a famosa White Widow, Sensi Star e AK-47.

Alguns criadores de sementes afirmam que uma das melhores maneiras de se conseguir boas notas de juízes exigentes é sem dúvida alguma usar uma genética carregada de maconha Afegã, na sua herança.
Para se ter uma ideia, a Hindu Kush, é uma variedade indica clássica, com um aroma definitivo e muito refinado. As folhas desta variedades são longas, escuras e de muitas ramificações, sendo de fácil cultivo para jardineiros experientes e também aqueles que não tem tanta prática assim.

Não podemos esquecer da Burmese Kush, conhecida carinhosamente nos coffe shops holandeses como “Buku”, uma cepa das mais resinosas que se encontra no mercado, sendo excelente para a extração de haxixe, ou apenas para curtir uma “onda” boa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário