domingo, 8 de janeiro de 2012

A maconha deveria ser vendida como cigarro e álcool


Mesmo que alguns achem que a melhor forma de tratar os problemas das drogas é com a repressão e cadeia para os usuários, os números que cercam esse debate contraria os conservadores. No Canadá, mais uma voz se levanta contra esta proibição exacerbada, que a cada dia só faz com que aumente a violência e as disputas territoriais das gangues.Trata-se  do oficial de Saúde Médica de Vancouver, Paul Martiquet.

Para Martiquet, a maconha deveria ser vendida e regulamentada como o cigarro e o álcool são comercializados atualmente. Segundo ele, a proibição atual da maconha é semelhante à proibição do álcool, adotada pelos Estados Unidos no inicio dos anos 20.

Para endossar o que dizem pessoas como Martiquet, o último relatório da entidade Stop the Violence , afirma que a repressão das drogas falhou no Canadá nos seus princípios mais básicos, que são conter o uso e a produção de maconha, por exemplo.

De acordo com Martiquet, a proibição e a guerra que se instaurou contra a maconha é completamente desproporcional ao contexto que vivemos hoje. "Eu acho que dar às pessoas um registo criminal por posse de quantidades moderadas de maconha é errado", disse ele. "Este registro criminaliza as pessoas e altera suas vidas de maneiras que não pode ser desfeita."

Segundo o relatório da Stop the Violence, a Estratégia Nacional Antidrogas recebeu pelo menos US $ 260 milhões em financiamento do governo desde 2007 - a maioria dos quais foi alocada para a aplicação da lei de drogas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário