quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Por que é tão dificil as pessoas falarem sobre drogas?


Um dos assuntos mais controversos e que desperta o medo da sociedade moderna é quando se fala de drogas. É incrível como as pessoas fogem deste debate e tem uma verdadeira ojeriza  ao termo droga, maconha, cocaína ou qualquer outra. Em um país como o nosso, onde ainda sim as mazelas sociais se encontram em toda a esquina, muitas pessoas fecham o olho para este problema tão importante como é o tema das drogas.

Eu sempre me perguntei o porque é tão difícil e o porque de tanto constrangimento quando o assunto são as drogas. Infelizmente, a conclusão que se chega é que primeiro, é um tema cercado por estigmas da sociedade, que se apoia nas crenças e na religiosidade, e não nos dados científicos. Segundo, pessoas que se submetem a falar sobre o tema, são normalmente estigmatizadas e taxadas como usuário, sendo que nem sempre é assim. A questão verdadeira a ser debatida é uma legislação mais coerente e mais humana, que privilegie a educação e a informação. A verdade, é que ninguém sério e que seja a favor, por exemplo, da legalização ou da descriminalização da maconha, quer que amanhã o país vire um bacanal e que estejam todos fumando maconha para rua afora. Ao contrário disso, exigem uma lei que delimite o que é verdadeiramente um usuário e o que é um traficante. Uma lei que delimite locais ou situações em que a pessoa possa fumar o seu baseado, sem ser taxada de criminosa, afinal, o ato de fumar, qualquer que seja a substância, é uma liberdade de escolham, não deveria nunca ser cerceada pelo Estado.

Quando nós falamos da sociedade em geral, como acima, penso que é completamente aceitável que uma pessoa não se interesse pelo tema. Pois, as vezes aquela pessoa tem uma outra opinião, ou outras prioridades na vida. Também não podemos exigir que todos queiram debater o assunto, afinal, nem mesmo para fiscalizar o dinheiro público a população é eficiente, imagina então falar sobre este tema estigmatizado que são as drogas? Contudo, um cidadão normal tem todo o direito de não querer debater o assunto, mas os políticos ao meu ver não tem este direito. Como figuras públicas e que até então estão lá pelos votos do povo, deveriam dar atenção a tudo que for de grande interesse social. Queiram ou não o assunto da descriminalização das drogas é um desses, tanto que o STF já apontou um futuro julgamento para o tema.
Mas e os políticos, porque se esquivam do debate? Se esquivam por medo de perder votos. Não se iludam, os políticos brasileiros costumam fazer apenas aquilo que lhes rendem voto, assim são assessorados e assim eles tocam a banda podre. A verdade é que o interesse e o bem estar da população acabam sempre em último plano.

Outro motivo para os políticos não se manifestarem sobre as drogas e que atinge uma boa parte da população brasileira, é a desinformação e toda a ignorância. Infelizmente sabemos que os políticos brasileiros não são dotados de grande inteligência e nem de grande formação acadêmica, você nota que raramente encontra-se alguém formado em curso superior. Para se ter uma ideia, um simples vereador ou coisa parecida na Europa, é formado pelo menos em Ciências Políticas, já no Brasil o pré requisito é saber ler e escrever, ou seja, se você for um analfabeto funcional, você poderá ser governador ou até presidente. Os parlamentares brasileiros são a cara do Tiririca, do Romário e de tantos outros. É um verdadeiro jogo de imagem, que parece mais importante agradar os aliados políticos do que ver os problemas da sociedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário