sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Similares de drogas viram noticia novamente nos EUA e na Europa


Os chamados sais de banhos estão novamente causando polêmica não só nos EUA, mas como também em países europeus. A principal preocupação das agências de saúde é quanto à formula destes compostos, que são muito obscuras, justamente para burlar a legislação de alguns locais. Como por exemplo, a cocaína, maconha e outras drogas são proibidas, as chamadas drogas legais caíram no gosto da população. Afinal, ao invés de você precisar recorrer a um traficante, você vai até uma loja e compra os chamados sais de banho.

Estes compostos simulam os efeitos das drogas proibidas, como maconha, cocaína, ecstasy, e em muitos casos, com uma concentração ainda muito maior. Tais produtos  ganharam uma grande notabilidade nos EUA e depois no Reino Unido, justamente por serem vendidos em farmácias, corredores de supermercados e lojas de conveniência, sem qualquer fiscalização.

O sais de banho  normalmente possui substâncias que poderiam ser consideradas proibidas. O sal de banho que simula o efeito da cocaína, quando inalado, normalmente possui um composto chamado de mefedrona, misturado com metcatinona, que é encontrada em uma planta, que é ilegal em vários países, como os EUA e o próprio Reino Unido.

Vale a pena ressaltar, que mesmo com as preocupações dos governos, este tipo de comércio e novas substâncias, só aparecem devido à proibição das drogas. O que acontece é que cria-se um mercado "legal", que mais uma vez visa lucro, e não a saúde do usuário e as tais drogas "legais" acabaram por ficar famosas entre jovens e pessoas que querem experimentar os seus efeitos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário