sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Polícia descobre no Facebook grupo que ensinava a plantar maconha


A Polícia Civil de Santa Catarina descobriu uma quadrilha que fazia apologia e comercializava drogas e também ensinava a plantar maconha em um grupo fechado na rede social Facebook.
A página começou a ser investigada há quatro meses pela Diretoria Estadual de Investigações Criminal (Deic) e um policial se infiltrou no grupo, fazendo-se passar por possível comprador, para conseguir ter acesso às provas.

Conversas entre os usuários foram monitoradas e gravadas. Nos trechos divulgados pela polícia, integrantes ofereciam a droga uns aos outros e mostram fotos de plantações de maconha que possuíam em casa ou no jardim, ensinando técnicas sobre como cultivar a plantação, informou ao G1 o diretor da Deic, delegado Cláudio Monteiro.

Na quinta-feira (9), a “Operação Drogas.com” cumpriu sete mandados de busca e apreensão em Balneário Camboriú e Ituporanga nas casas de suspeitos de participarem das conversas. Foram apreendidos computadores, celulares e drogas.

Em trecho de conversa divulgado pela polícia há vendade maconha pelo Facebook
“Nas conversas, eles ofereciam a droga e afirmavam os preços. Também trocavam experiências sobre como plantar um pé de maconha e vender a droga”, afirma o delegado.

A comunidade tem hoje cerca de 3 mil participantes do Brasil inteiro.

Os computadores foram encaminhados para perícia para comprovar a autenticidade das conversas e das postagens no Facebook.

A polícia quer agora o fim da comunidade. “Fizemos um pedido judicial para que a comunidade seja excluída da rede, mas ainda estávamos esperando adquirir todas as provas para o juiz fazer a solicitação”, disse Monteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário