terça-feira, 6 de março de 2012

Imbróglio sobre a legalidade dos dispensários, leva pacientes da maconha novamente a recorrer ao tráfico de drogas

Se no início Barack Obama resolveu investir contra os dispensários de maconha medicinal, no intuito de reestabelecer a sua credibilidade e popularidade com os americanos, o tiro no entanto parece ter saído pela culatra. Alguns meses depois desta afronta do Governo Federal em fechar os dispensários, o que se vê é uma verdadeira confusão e atrito entre cidades, estados contra e a federação. O certo, é que esta indecisão ainda via durar por muito tempo, até que se resolva por completo este imbróglio.

Na verdade o Governo Federal fechando os dispensários de maconha não resolvem nada. A única coisa que esta atitude trás é a volta da comercialização de maconha por gangues e marginais, colocando os pacientes de maconha medicinal novamente no ciclo da criminalidade.

Para o procurador Bob Draskovich o legislativo está violando a vontade do povo, pois as recentes pesquisas mostram já uma vantagem a favor das pessoas que querem a legalização da maconha, por acharem que esta é a melhor forma de lidar com a droga.

Temos um Tribunal Distrital que está dizendo a maconha medicinal é inconstitucional, e temos outra dizendo exatamente o oposto. Estamos esperando que a Suprema Corte de Nevada aborde esta divisão no distrito (tribunais), logo que possível", disse Draskovich.

A atual lei Nevada permite aos titulares de maconha medicinal possuir, entregar ou produzir pequenas quantidades de maconha para o alívio da dor. Mas as leis de outros estados torná-lo ilegal para comprar ou vender maconha, não deixando nenhuma forma realista para os pacientes para obter a erva.

Os promotores dizem que o pessoal dispensário local maconha sugeriram uma doação em dinheiro específico para a maconha, que segundo a lei estadual qualifica-se como crime. Além disso, os dispensários foram crescendo com uma abundância de plantas de maconha, mais de sete plantas permitidas sob a lei de maconha medicinal.

Neste exato momento, aqueles que precisam de maconha medicinal precisam recorrer a traficantes. Ou seja, os pacientes precisam cometer um crime, para conseguir o seu medicamento, uma vez que o governo federal resolveu instaurar uma guerra contra a maconha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário