terça-feira, 29 de maio de 2012

Marcha da Maconha de Blumenau reuniu cerca de 800 pessoas


A Polícia Militar de Blumenau, em Santa Catarina, registrou mais de 800 pessoas na primeira Marcha da Maconha, realizada na cidade no último domingo, 27. A concentração aconteceu às 15h na praça do Biergarten, em frente à Fundação Cultural, e seguiu até a prefeitura do município.  

Com faixas e cartazes que traziam frases como "Libertação expressiva, "Mancha verde" e "Plante a paz", os manifestante atravessaram a rua XV de Novembro, na região central de Blumenau.

De acordo com o presidente do Instituto da Cannabis e organizador da marcha, Lucas de Oliveira, o objetivo principal é a legalização da maconha. "A gente não está só preocupado com os usuários da cannabis, mas com o mercado global e com a indústria farmacêutica que gera bilhões", afirmou.

Além do grupo, profissionais da Secretaria da Assistência Social, da Criança e do Adolescente (Semascri), do Conselho Municipal de Entorpecentes (Comen) e a Polícia Militar acompanharam a passeata.
Ainda de acordo com o presidente do Instituto, está prevista para o dia 2 de junho a Marcha da Maconha em Florianópolis, às 16h20 no Trapiche da avenida Beira Mar.

Avanço da maconha medicinal

Enquanto aqui no Brasil a maconha medicinal é quase nula e ainda os usuários de maconha precisam  clamar por seu direito individual de fumar um bom baseado, no estado de Michigan, nos EUA, foram emitidos 44 cartões de usuários de maconha medicinal para crianças.

Segundo o Detroit Free Press, que liberou um relatório que mostra que 21 das pessoas com os cartões são de 17 anos de idade, 11 são de 16 anos  e cinco são 15. Uma de sete anos  e outras duas de nove anos.

O Estado não está divulgando as condições médicas para as quais as crianças estão autorizadas a usar maconha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário