quarta-feira, 27 de junho de 2012

Australianos e neozelandeses são os maiores consumidores de maconha do mundo


Os australianos e os neozelandeses são os maiores consumidores de maconha per capita no mundo, segundo um relatório do Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Delito (UNODC, na sigla em inglês) divulgado nesta quarta-feira pela imprensa local.

Essa pesquisa, que se baseia em dados de 2010, revelou que entre 9,1% e 14,6% da população da 
Oceania consome maconha, enquanto a média em todo o mundo fica entre 2,6% e 5%. Na Austrália principalmente, o uso da maconha é aceito e tolerado, tendo uma concepção totalmente diferente da orientação estadunidense.

A procura por cannabis é a maior do mercado ilícito de drogas na Austrália, embora os números também indiquem um aumento do consumo de cocaína e de fármacos para usos não médicos. Por outro lado, houve uma queda no uso de anfetamina e ecstasy.

"A cannabis continua sendo a droga que mais prevalece na Austrália, assim como a maior substância vinculada aos que procuram tratamento por abuso de drogas (50%), enquanto a heroína e a anfetamina representam quase 20%", indicou o relatório citado pela agência local "AAP".

Austrália e Nova Zelândia, junto com Estados Unidos e Europa, são os principais destinos da cocaína, principalmente a exportada pelos cartéis mexicanos, que se sustentam e financiam suas atividades ilícitas, justamente pela proibição e esta guerra desenfreada em combater o abuso de substâncias entorpecentes de forma armada.

Nos dois países da Oceania, o consumo desse narcótico aumentou 1,4% em 2009 e mais 1,5% em 2010. 

Não só apenas neste continente, o uso da Cannabis é crescente no mundo inteiro, sendo que desde que se adotou a errônea tática da proibição, nunca se conseguiu baixar o número da oferta e muito menos da demanda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário