quinta-feira, 5 de julho de 2012

Conheça a “The Weed Not Greed Tour”, a turnê que vai percorrer os EUA pedindo a legalização da maconha


A tendência mundial é a legalização da maconha. Agora chegou a hora de deixar as vozes do ativismo falar bem alto sobre os benefícios desta planta, que está na nossa sociedade muito mais para ajudar do que para problematizar, apesar que ainda muitos pensam ao contrário. Com intuito de mostrar as belezas da Cannabis e o bem que faria a legalização da planta, a “The Weed Not Greed Tour” vai percorrer por todo os EUA 21 cidades em apenas 33 dias.

A proposta do grupo é partir no dia do Festival da Cannabis, realizado em Seattle e percorrer as cidades até o dia da Convenção Nacional Democratra, que vai ter seu destino final em Washington, D.C,  já no dia 11 de setembro.

O objetivo do grupo é escutar as “vozes da sociedade”, deixando também bem claro que o que eles querem é a legalização da maconha, pois a sua proibição já se provou muito mais prejudicial para a sociedade do que a sua simples utilização para os mais diferentes fins, tais como religiososos, têxtil, medicinal, recreacional, sustentável, entre vários.

A turnê que pede a legalização da maconha vai viajar em uma espécie de ônibus de turismo, que vai estar cheios de mensagens em favor da legalização da Cannabis Sativa. A programação inclui paradas estratégicas em pontos turísticos de cada cidade, para que o alcance da mensagem seja ainda maior.

O evento foi criado do David Kowalsky, fundador da Cannabis Information Network, no qual acredita que a Cannabis, quando vista pelo lado do bem tem vários efeitos medicinais e que devem sim ser liberados pelo governo, para que pessoas possam desfrutar deste remédio sem ser perseguidas como traficantes ou outro tipo de bandidos.

Esta vai ser a maior turnê para fazer Cannabis legal e terá um efeito memorável sobre o povo dos EUA, uma vez que um dos grandes objetivos deste evento é ter um maior alcance da mensagem da legalização da maconha, principalmente entre pessoas que desconhecem ou são contra a liberdade de se cultivar a tão polêmica Cannabis Sativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário