segunda-feira, 9 de julho de 2012

Maconha tem um grande potencial para tratar obesidade


Mesmo polêmica, a Maconha tem um grande potencial medicinal, não necessariamente tendo que se fumada as flores para alcançar seu objetivo terapêutico. Uma nova pesquisa realizada na Inglaterra, cientistas descobriram dois componentes presentes na folha da maconha, que podem aumentar quantidade de energia queimada pelo corpo humano. Esta nova descoberta pode fazer da Cannabis Sativa um remédio  eficaz contra doenças ligadas à obesidade e tem repercutido bem entre os estudiosos da área.

Testes  que foram realizados em cobaias já mostraram que estes componentes podem ajudar a tratar diabetes tipo dois, ao mesmo tempo em que ajudam a reduzir os níveis de colesterol na corrente sanguínea e de gordura em órgãos importantes, como  por exemplo o fígado.

Os cientistas estão agora realizando testes em 200 pacientes na esperança de produzir uma droga que possa ser usada por quem sofrem de "síndrome metabólica", quando diabetes, pressão alta e obesidade combinam-se para aumentar o risco de doenças cardíacas consequentemente um enfarto.

O médico Steph Wright, diretor de pesquisa e desenvolvimento da GW Farmacêutica, empresa que está 
produzindo a droga, espera os resultados finais até o final deste ano, já que os experimentos em cobaias têm sido bastante encorajadores para começar a fase de testes em humanos.

Embora a maconha seja uma droga ilegal também na Inglaterra, a GW Farmacêutica ganhou uma licença do governo para cultivar a planta em estufas especialmente construídas em uma instalação secreta no sul do país, podendo assim desenvolver projetos de pesquisa deste porte, sem que seja incomodada pelas autoridades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário