sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Policial é expulso da corporação, depois de ser flagrado com pés de maconha


Um oficial da policia metropolitana de Londres vem sofrendo acusações nos tribunais, após ser flagrado colocando algumas plantas de maconha para secar em um pequeno terreno no qual David Price era dono. Depois das acusações, o policial que estava prestes a ser promovido para sargento foi expulso da corporação.

A polícia encontrou no local e encontrou equipamentos para que se fosse produzidos até 18 plantas de Cannabis Sativa. Contudo, Price teve sorte, já que o tribunal o considerou um policial exemplar, e ao invés de o prendê-lo, sua sentença foi pagar multa de 1.500 libras pelos gastos da acusação, além de 200 horas de trabalho não remunerado.

A sentença foi dada após a corte levar em consideração que o acusado é pai e mesmo separado de sua ex-esposa, Emily Bayliss , continuou pagando a hipoteca da casa, onde ela vivia com os seus filhos, o que deixou o agora e-x policial sobre uma grande pressão financeira.

Foi constatado também que a maconha produzida por Price era de baixa qualidade. Durante o julgamento a juíza Carol Hagen disse: No seu caso não é um exagero descrevê-lo como  um policial excepcional  ecom uma carreira muito promissora. Suas qualidades pessoais brilhar nas referências que li. “É óbvio que você é um pai excelente e profundamente comprometido com seus filhos”. Contudo, "O fato de que um policial estar envolvido em comportamento criminoso não deve ser ignorado.”, afirmou a juíza.

Já o advogado de Price, o defendeu dizendo: “Ele não abusou de sua posição como um policial”. Ele não era desonesto e ele não tirar vantagem dos outros pela sua posição como um oficial da Guarda Metropolitana, disse Shephered.

"É uma grande vergonha que um bom oficial foi sacrificada por causa de um momento de estupidez.", concluiu a defesa.

Após a sua expulsão da polícia, Price ganha a vida novamente como eletricista e também trabalha como paisagista. Segundo um porta-voz da polícia, Price está suspenso de todas as suas funções legais e ainda estaria sendo julgado por processos de improbidade administrativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário