terça-feira, 4 de setembro de 2012

A Cannabis precisa ser legalizada urgentemente!!!


Esta semana um estudo que relacionou o uso da maconha na adolescência com uma perda de QI ganhou uma grande repercussão entre os proibicionistas, que trataram de olhar a questão com o sensacionalismo e pragmatismo. Apesar dos resultados sugerirem que o uso da maconha causa uma perda de QI no adolescente, os resultados também indicam que não existe esta perda em usuários adultos, mesmo que estes sejam consumidores crônicos de maconha. E verdade seja dita, a erva deve ser consumida por maiores de 21 anos.

A pesquisa mesmo sendo encarada com sensacionalismo por uma grande parte da população, serve para alertar aqueles que querem que ela sirva de argumento para o proibicionismo, pois a manutenção do mercado negro além de mais nocivo para a sociedade, não tem o controle de quem está comprando este produto ilícito, afinal, traficantes não se preocupam em olhar o RG.

A manutenção da proibição é justamente o fator preponderante para que os cartéis de drogas continuem a lucrar fortunas. Pensando no ponto de vista econômico, a maioria das drogas são normalmente plantas ou algum derivado das mesmas, que em suma, são muito baratas. Contudo, como quem tem o monopólio deste mercado são os carteis, os mesmos fazem a sua própria monetização, fazendo deste mercado uma verdadeira mina de ouro.

Este mercado é tão forte e tão lucrativo, que é de fato normal disputas armadas pelos pontos e vendas de entorpecentes. Como o mercado é ilícito, com toda a certeza, para defender seus bens, aqueles que se metem com tal atividade, precisam comprar armas. As compras destas armas, que derramam sangue, abastecem os cofres dos grandes proibicionistas e grandes produtores de armas, como é o caso dos EUA, Japão, Inglaterra, França, entre outros.

A cada ano que se investe pesado na proibição, mais pessoas morrem nesta guerra que parece sem fim. Chegamos a um ponto, que é difícil pensar que sustentando está lógica proibicionista este mercado simplesmente vai deixar de existir. Sabemos que um traficante que consegue girar, por exemplo, 1kg de cocaína, obtém um lucro de em torno 40 mil dólares. Penso que sempre vai haver alguém disposto a entrar neste mercado , é quase que inevitável, pois por ser ilícita, gera muita renda.

A legalização, a princípio da maconha, não é uma questão de desordem e sim uma medida pacífica e humana de se encarar o uso. Devemos partir do principio que o uso de entorpecentes anda paralelamente com o desenvolvimento da humanidade. Quanto ao polêmico estudo, mais uma vez ele serviu para demonstrar o quanto é importante que se legalize de vez a cannabis!! 

3 comentários:

  1. eu vi essa pesquisa! Eh tudo mentira maconha nao causa nenhum dano ao cerebro. A empresa Legrand (farmaceutica) que escreveu essa noticia. Sabendo que eh uma empresa farmaceutica, ja sabemos porque eles mentiram, certo?

    ResponderExcluir
  2. Excelente! Acho extremamente correta a dinâmica de se pensar como os proibicionistas para acabar com a proibição: se faz mal a menores de idade, a única maneira de evitar que eles fumem é tendo um mercado controlado e isso só se faz com a legalização plena. A guerra às drogas não obteve qualquer avanço nestas décadas e não conseguirá fazê-lo, porque nunca ataca a raiz. Também sou contra o abuso de drogas, mas percebi na carne (por tudo que vivi na adolescência) que não é criminalizando as drogas, especialmente a cannabis, que se vai eliminá-las ou controlá-las melhor.
    Manda ver, Boldinho!!! Queremos mais textos desses!!!!

    ResponderExcluir