quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Filme "TED" causa polêmica no Brasil

Filme TED ursinho maconheiro
O deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) causou um alvoroço ao revelar  vai recorrer ao Ministério da Justiça para tentar alterar para maiores de 18 anos a classificação indicativa do filme "Ted". A comédia norte-americana, que estreou nas salas brasileiras na última sexta-feira, foi liberada pelo Ministério da Justiça para jovens a partir dos 16 anos.

No filme, dirigido por Seth MacFarlane, o ursinho de pelúcia de um garoto ganha vida e os dois se tornam amigos, crescendo juntos, contudo os hábitos trangressores do ursinho causaram a maior polêmica entre os mais conservadores.

Inicialmente, o deputado chegou a defender, no Twitter, a retirada de circulação do filme. Após a reação de dezenas de internautas contra a medida, ele recuou e informou hoje que deverá tentar alterar apenas a classificação indicativa.

A iniciativa do deputado ocorreu após ele levar o filho de 11 anos para assistir à comédia no final de semana.

Segundo Protógenes, o nome, as ilustrações e imagens apresentadas nas propagandas do filme induzem às crianças a pensarem que se trata de um filme infantil.

"Qual criança não fica curiosa de ver um ursinho falante? Ursinho não é filme de adulto, é de criança", disse Protógenes à Folha. "Ursinho que cheira cocaína, fuma maconha, participa de orgias, não trabalha, não estuda, não é apropriado para adolescentes", acrescentou.

Nas redes sociais, a polêmica em torno das manifestações do deputado contra o filme deixou os nomes de Protógenes e do filme como os mais citados hoje no Twitter.

Dezenas de internautas rebateram a ideia. "O país corroído pela corrupção e violência e o sr @Protogenes querendo censurar um ursinho carinhoso? Tá sobrando tempo...", disse a internauta Martha Esteves.

Sexo e drogas

A classificação das obras audiovisuais é feita pela Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça. Os filmes com classificações abaixo de 18 anos podem se assistidos por crianças de qualquer idade, desde que acompanhados dos pais.

"Estamos seguros dessa classificação. Temos critérios bem definidos que foram inclusive discutidos com a sociedade", disse Davi Pires, diretor-adjunto do Departamento de Justiça de Classificação, Título e Qualificação.

2 comentários:

  1. - VAI PROCURA O QUE FAZE FDP , PQP TANTA COISA PRA ESSE VIADO FAZE ,ELE VAI EMBAÇA COM O FILME

    ResponderExcluir
  2. Ele ta todo errado em levar o filho dela pra assistir esse filme e ainda quer falar besteira ¬¬

    ResponderExcluir