sábado, 10 de novembro de 2012

A maconha precisa ser legalizada urgentemente!


A maconha vem sendo taxada como demoníaca ao longo dos anos muito pela falta de conhecimento científico é por isso é rotulada pela sociedade do senso comum como sendo exclusivamente uma obra do mal e maléfica.Contudo, depende , em parte, do ângulo pelo qual o observador vê uma questão. Depende também da sua capacidade cognitiva e cultural.

Desde o iluminismo (séc. XVIII), a experiência, a razão e o método científico passaram a ser as únicas formas de obtenção do conhecimento. Esta até hoje parece ser a única forma também de tirar o homem das "trevas da ignorância" .

A planta Cannabis possui múltiplas propriedades e utilidades, além daqueles que foram tachadas ao longo dos séculos como sendo maléficas. Entre elas, a Cannabis tem alto poder hidratante, o que o torna um ingrediente ideal para os cosméticos.

O cânhamo é originário da Índia e da Ásia Central e foi levado à Europa nos princípios do século XVI. Foi, desde então, utilizado na fabricação de muitos artigos como papel, cordas, tecidos, medicamentos e pinturas, entre outras vertentes da industria.

Por suas utilidades medicinais, pela resistência de sua fibra e o óleo de sua semente , a Cannabis é cultivada "em grau industrial". Utiliza-se, neste caso o talo da planta, rico em fibras e as sementes, ricas em óleos graxos essenciais.

A indústria químico-farmacêutica tem demonstrado grande interesse nos mais de sessenta componentes da maconha, que não são necessariamente psicotrópicos. Provas disso são a Feira Internacional da Maconha - que acontece a nove anos na Holanda e que em 2005, teve 15 mil visitantes - e a Canna Trade de Berna que acontece todos os anos na Suíça e na Espanha. Nessas feiras internacionais, tanto os cientistas quanto os empresários do setor de alimentos, bebidas, vestuário e cosmésticos buscam novos ativos e produtos que possam ser extraídos da maconha.

Para finalizar Desde o início de 2004 uma nova safra de estudos internacionais reforça a idéia de que componentes como o canabidiol (CBD) e o tetrahidrocanabinol (THC), quando extraídos da planta Cannabis , podem ser transformados em remédios.

Outros pesquisadores investem no uso terapêutico da maconha ou ,cientificamente falando, em pesquisas relacionadas aos canobinóides terapêuticos que são aplicados nos pacientes acometidos por esclerose múltipla, glaucoma, câncer e em doentes terminais da Aids.

Apesar de esta realidade ainda não ter chegado ao Brasil - país em que a legislação e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proíbe qualquer uma dessas iniciativas - na Europa e nos EUA, a prática é corriqueira.

Portanto, se vemos que esta planta claramente é mais benéfica do que maléfica, por que não legalizar? Legalize a cannabis!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário