sábado, 24 de novembro de 2012

Algumas verdades sobre a maconha


A Cannabis Sativa é uma droga psicoativa que tem como princípio ativo o THC (Tetraidrocanabinol). Normalmente é fumada e sua absorção se dá pelos pulmões, mas também pode ser ingerida, o que se faz normalmente por meio de bolos e doces, já que a droga é lipossolúvel e por este fato, as guloseimas preparadas com cannabis rotineiramente tem algum tipo de gordura na sua receita e modo de preparo.

A maconha, droga ilícita mais utilizada no mundo é considerada por muitos especialistas como uma droga menos tóxica e que provoca menos dependência que o álcool e o tabaco. Existe ainda outra vertente científica, que afirma que a dependência causada pela maconha é apenas psicológica.

Em uma das mais importantes pesquisas comparativas entre drogas psicotrópicas já realizadas, publicada na prestigiosa revista médica The Lancet em março de 2007, um grupo de destacados especialistas atribuiu notas de 1 a 3 aos malefícios provocados pelas drogas. A toxidade da maconha recebeu nota 0,99, inferior às do álcool (1,40) e do tabaco (1,24) e muito distante de drogas pesadas como heroína (2,78) e cocaína (2,33). Também em relação à dependência, a maconha se mostrou menos prejudicial que outras drogas, recebendo nota 1,51, abaixo das do álcool (1,93) e do tabaco (2,21) e bem menor que das drogas pesadas como heroína (3,00) e cocaína (2,39).

Eis que o fator supracitado é de extrema importância quando vamos discutir o assunto drogas. Note, que independente de qual seja a substância ilícita, é de suma importância que se verifique ou que se estude o grau de toxicidade que tal substância causa, afinal, quando o assunto é substâncias entorpecentes, não podemos colocar no mesmo "saco" maconha e cocaína, ou maconha e heroína.

A toxidade aguda (aquela produzida por uma única dose) da maconha é desprezível e não há registros de pessoas que tenham morrido por overdose de maconha ou cuja saúde tenha sofrido algum dano devido ao uso esporádico da erva. A toxidade crônica (aquela proporcionada pela exposição contínua à droga) é significativa, mas inferior aos danos causados pelo tabaco e pelo álcool.

Além disso, A dependência causada pela maconha também é inferior às provocadas pelo álcool e pelo cigarro. O usuário pode desenvolver tolerância à maconha e precisar utilizar cada vez maior quantidade da droga para produzir o mesmo efeito psicoativo, mas após uma interrupção do seu uso por alguns dias, a tolerância desaparece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário