sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Festa com muito reggae e maconha celebra a legalização da maconha em Washington


Como diz a música sempre entoada pelo animador de auditório Silvio Santos, ritmo de festa que balança o coração,festa divertida, colorida de emoção,dia de alegria, então sorria e vem pra cá,a festa continua, a casa é sua, pode entrar! E é neste clima que está o Estado de Washington, após o plebiscito que decidiu por legalizar a maconha, mesmo contrariando o governo federal, que ainda continua a querer a manutenção da política de proibição e de repressão armada.

Ontem, no Estado de Wasghington, devido a vitória nas urnas pela legalização, foi comemorada com muito furor pelos adeptos, que ao longo da noite festejaram com muito reggae e soltando bastante fumaça para o alto.

A festa também mostrou como as autoridades são ambíguas a respeito do estatuto. Horas antes, o secretário municipal de Justiça de Seattle havia feito um duro alerta de que não seria tolerado o consumo de maconha em público, e que infratores seriam multados em cem dólares.

Mas o alerta do secretário foi contrariado pelas instruções da própria polícia local aos seus agentes, no sentido de apenas fazer advertências aos usuários, ao menos por enquanto.

A nova lei, aprovada no mês passado em referendo, pode gerar um conflito do Estado com o governo federal, que continua considerando crime a posse de maconha. A lei estadual despenaliza a posse de até 1 onça (28,5 gramas) por qualquer pessoa maior de 21 anos, desde que para uso pessoal.

Os eleitores do Colorado também decidiram descriminalizar a maconha para fins recreativos, mas essa medida só deve entrar em vigor no mês que vem. Ambos os Estados estão entre os 18 que já despenalizaram o uso medicinal da maconha.

A lei de Washington legaliza a posse de até 16 onças (450 gramas) de produtos sólidos com infusão de maconha - como bolos ou biscoitos -, e de até 72 onças (2,4 quilos) da erva na forma líquida.

Continua sendo ilegal dirigir sob a influência de maconha e consumir a droga em lugares onde o consumo de álcool está proibido. "Se você está fumando em plena vista do público, está sujeito a uma multa", disse na quarta-feira a jornalistas o secretário de Justiça de Seattle, Pete Holmes. "Se beber em público não é permitido, fumar maconha em público também ."

A nova lei permite, na prática, que a maconha seja legalmente vendida e tributada em lojas licenciadas pelo Estado, sob um sistema inspirado no que muitos Estados adotam para a venda de bebidas alcoólicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário