terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Israel tem sido a vanguarda da maconha medicinal


A maconha medicinal vem ganhando espaço na mídia e alavancando o debate sobre como a legalização da maconha é mais benéfica para a sociedade do que sua proibição. No entanto, ainda em muitos lugares por puro conservadorismo ou apenas pela falta de informação não existe uma tolerância para a planta Cannabis Sativa, ignorando até mesmo a oportunidade de utilizar a planta como fonte de pesquisa, como é o caso do Líbano, que tem intenso conflitos com os moradores da região de Bekka, que querem plantar maconha como fonte de renda, enquanto o governo tenta destruir as plantações. Bem perto dali, já em Israel, existe um intensa plantação de maconha medicinal, que estuda com veemência os poderes medicinais da Cannabis Sativa, como os seus poderes antiflamatórios.

Apesar de Israel estar sendo uma vanguarda nas investigações sobre as propriedades medicinais da maconha, muitos problemas ainda são persistentes no seu programa de maconha medicinal,contudo a boa notícia é que os pesquisadores em Israel dizem que a maconha pode ser benéfico para uma variedade de doenças e condições, de ajudar pacientes com câncer a aliviar a dor e facilitar a perda de apetite para a melhoria da qualidade de vida de pessoas com pós-traumático e condições neuropsicológicos . Os ingredientes naturais da planta, dizem, pode ajudar com a função digestiva, infecções e recuperação após um ataque cardíaco. A strain conhecida como Eran Almog, que tem a mais alta concentração de THC, é recomendado para a dor severa. Avidekel, uma linhagem rica em CDB e quase sem qualquer ingrediente psicoativo, permite que os pacientes se beneficiarem da droga sem a “onda” provocada pelo THC.

Um dos problemas encontrados quando se fala de maconha medicinal em Israel é que especialistas afirma que muitos profissionais médicos em Israel continuam céticos e estão relutantes em encorajar os pacientes a usar maconha, seja por causa do conservadorismo ou a falta de conhecimento sobre seus benefícios potenciais. A obtenção de uma licença de uso pessoal do Ministério da Saúde para um paciente requer um esforço especial por médicos e pode levar mais tempo do que alguns pacientes têm.

Nenhum comentário:

Postar um comentário