terça-feira, 19 de março de 2013

Israel quer exportar maconha medicinal para República Tcheca


Israel é um país que tem um programa de maconha medicinal bastante avançado. Há pouco tempo, os israelenses trabalhavam em uma maconha sem “barato”, que atenderia vários pacientes que fazem terapia com a cannabis. Bem sucedido, o programa de maconha medicinal ganha mais um capítulo, já que em uma reunião na embaixada da República Tcheca no país, na cidade de Tel-Aviv, acelerou uma possível política de exportação da maconha medicinal para os tchecos.

Na reunião, que aconteceu neste domingo, estiveram presentes várias autoridades israelenses, além o chefe do projeto de cannabis medicinal do Ministério da Saúde e o embaixador da República Tcheca em Israel, Yedioth Ahronoth.

Israel tem uma grande reputação como produtor de maconha medicinal, já que investe pesado neste programa, que vem ajudando de forma terapêutica pacientes que sofrem de várias outras doenças, como glaucoma, câncer e esclerose múltipla.

No entanto, apesar de Israel ser um expoente para a maconha medicinal, o Ministério de Segurança Pública do país é terminantemente contra esta visão de exportação da maconha medicinal. Este setor do governo corriqueiramente entra em conflitos com o Ministério da Saúde, uma vez que apesar de todo o avanço no programa de maconha medicinal, ainda sim o governo em geral é muito cauteloso com esta questão.

Vale lembrar que em Israel existem cerca de 10 mil usuários permitidos e credenciados para a utilização da maconha medicinal no país, porém, ainda sim que tenha um programa de maconha medicinal dos mais esclarecidos do mundo, ainda sim existem  falhas, uma vez que no ano de 2009 foi estabelecido que o governo seria responsável pela a fiscalização da produção de maconha, contudo esta medida apesar de aprovada, ainda não foi implementada.

Contudo, apesar de alguns conflitos, os plantadores de maconha de Israel estão confiantes em obter licenças para a exportação de maconha para outros países, inclusive o Canadá. Os produtores vislumbram uma oportunidade de explorar todo o potencial do mercado canábico, que gera grandes lucros. Vale lembrar que a agricultura da Cannabis é uma das atividades mais lucrativas dos EUA, já que esta indústria gera em torno de 64 milhões de dólares por ano, dinheiro que com toda a certeza, engorda os cofres do Estado, que por sua vez pode investir em áreas deficitárias em sua administração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário