sexta-feira, 10 de maio de 2013

Legalização das drogas: A luz no fim do túnel

Legalização das drogasPara quem não sabe, essa semana rolou um encontro do Congresso Internacional sobre Drogas em Brasília. O encontro contou com a presença de especialistas no assunto no Brasil e no mundo, além de contar com figuras como o ex-presidente da Colômbia, que defende abertamente o fim da guerra às drogas.

Como resultado imediato, o Ministro da Justiça, José Eduardo, já mostrou sua posição em relação à PL do deputado Osmar Terra, por exemplo, que tem como maior objetivo as internações compulsórias de viciados em drogas, e a maior criminalização dos usuários. O Ministro depois de ouvir os especialistas já se diz contrário à medida e assume que realmente seria um dos maiores retrocessos brasileiros da história.

José Eduardo afirmou também que não é a intenção do governo aumentar a pena para o tráfico enquanto não se tem como distinguir usuário de traficante no modelo atual que temos de lei, e que caso seja aprovada a medida, a primeira atitude a ser tomada deve ser com o texto da lei sobre drogas, para assim poder diferenciar perante a justiça um usuário de um traficante, para assim então focar essas penas pesadas para os chamados "peixes grandes" do tráfico. Uma forma de se fazer isso seria regulamentando o uso das drogas, dizendo o quanto um usuário pode portar consigo de determinada droga, além é claro de garantir um jeito legal desse usuário obter sua droga, só assim as coisas realmente começariam a fazer sentido.

Meus amigos, no fim das contas o que vemos é o seguinte: Do nosso lado ouvimos vozes mais altas agora, vozes que vêm de certas partes do governo e da justiça, e do outro sempre terão as vozes conservadoras que sempre form ouvidas por hipócritas e pelos desinformados, mas uma coisa não podemos negar, nunca se viu antes nesse país, tanta conversa sobre o assunto das drogas (e da maconha em geral), de uma possível liberação ou não. Isso é o começo, essa é a nossa chance, já que nossa causa está sendo colocada em pauta, devemos mais do que nunca esclarecer os leigos, e marchar à favor de uma legalização das drogas, para termos enfim o que chamamos de liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário