quinta-feira, 23 de maio de 2013

Polícia da Índia incinera enorme quantidade de maconha


apreensão de maconhaOs jornais indianos perguntam na manchete desta quinta-feira, se esse seria o maior "barato legal" da história, pois o que aconteceu depois de uma incineração de uma gigantesca quantidade de maconha apreendida, foi que os oficiais da polícia ficaram doidões.

Foi uma apreensão da polícia indiana, de milhares e milhares de quilos da droga, e ao contrário do que normalmente vemos, onde são queimadas em partes, eles queimaram tudo de uma só vez, enrolados em tapetes de feno e embebedados com querosene, para facilitar a combustão.

A grande descoberta foi feita por policiais na cidade de Kharupetia no estado de Assam, no Nordeste do país. Foram precisos três caminhões super carregados para levar toda a maconha até o local de incêndio.

Não foi divulgado o tamanho exato da plantação que foi descoberta, mas dizem que era coisa de centenas e centenas de hectares, e os polícias chegaram planejadamente na época da colheita, tomando toda a safra de dezenas de toneladas para si. 

O cultivo de maconha tornou-se abundante em cidades e aldeias de Assam nos últimos anos. Ela é usada não só como uma rota de trânsito para outras partes do país, mas também oferece um mercado lucrativo para os traficantes. 

O Controle de Narcóticos da Índia vem realizando incursões repetidas de destruição da cultura em uma tentativa de reprimir o comércio.

As autoridades indianas dizem que apesar das diversas culturas legais existentes na Índia, o cultivo de maconha, mesmo ilegal ou até o selvagem, que nasce em várias partes do país, é ainda a agricultura mais lucrativa de todo o país.

Aí eu me pergunto, caro leitor, sabendo disso, vale a pena reprimir o comércio ou regulamentar algo que se sabe ser lucrativo e que já está enraizada na cultura do país por tantas gerações?

Nenhum comentário:

Postar um comentário