segunda-feira, 8 de julho de 2013

"Legalize e não critique!" A maconha deveria ser legalizada?

legalização da maconhaAs letras acima são tomadas a partir de uma canção de Bob Marley (Legalize it, Don't criticise it), que foi regravada por UB40, enitulada Legalize It; discutindo a legalização da maconha. A questão do uso de drogas tem sido discutida recentemente devido às críticas argumentando que eventos como o Festival Glastonbury promovem a cultura de consumo de drogas ilegais. Eu posso imaginar que muitos leitores, que são, talvez, um pouco ingênuos quando se trata de uso de drogas, lendo isso com um olhar de desgosto em seu rosto, mas vamos considerar os fatos, por um momento, antes de saltar para a conclusão de que, se a Cannabis for legalizada no Reino Unido, o país se tornará um enorme gueto, com dezenas de milhões de pessoas que sofrem de problemas de saúde mental, como a esquizofrenia.

Um argumento contra a legalização da maconha é a suposta 'evidência' que liga o uso de cannabis com o desenvolvimento da esquizofrenia. Os verdadeiros especialistas em saúde mental vão admitir que apenas uma pequena proporção de casos de esquizofrenia pode ser explicada pelo uso da maconha. Sim, a maioria dos casos de esquizofrenia pode ser explicada por fatores genéticos, distúrbios do desenvolvimento cerebral e estresse crônico.

Então, por que certos grupos de pessoas estão tão convencidos da evidência de que a maconha pode causar esquizofrenia? Primeiro precisamos compreender a base neurológica da esquizofrenia. A esquizofrenia é causada por um desequilíbrio no neurotransmissor chamado dopamina, particularmente nos lóbulos frontal e sistema límbico do cérebro. Se você der à uma pessoa com esquizofrenia drogas que aumentam a dopamina em todo o cérebro, os sintomas pioram. Especificamente, as pessoas com esquizofrenia mostram uma diminuição nos níveis de dopamina no córtex frontal do cérebro e um aumento nos níveis de dopamina na região do cérebro límbico, que é responsável por muitas funções incluindo o vício (Rogers, 2001).

Fumar tabaco libera nicotina que estimula a libertação de dopamina no córtex frontal do cérebro, portanto, não há nenhuma surpresa que existe uma elevada correlação entre o tabagismo e esquizofrenia. Aqui vem a parte mais complicada: os traficantes de drogas tendem a atacar os adultos mais jovens que fumam. Esses traficantes começam com a venda de maconha antes de empurrar outras drogas mais perigosas para o comprador. Estas drogas tendem a começar com ecstasy e LSD, em seguida, começam a vender drogas de alto poder aditivo, como a heroína (nos países onde essas drogas são comuns).

maconha medicinalEu posso ouvir todos os ativistas anti-drogas gritando "Veja, a maconha leva  pessoas à drogas mais pesadas!" Não, isso é simplesmente só porque a maconha é ilegal. Acredite ou não, a pessoa não tem um brownie comum ou de chocolate com haxixe em um dia e então pensa 'Oh, eu vou levar algum de crack amanhã'. A maioria das pessoas que gostam de maconha não querem provar todas as outras drogas, como o ecstasy, cocaína ou anfetaminas, porque estas são drogas energéticas (drogas que excitam e dão mais energia, e definitivamente não ajudam a relaxar), logo não tem o mesmo processamento que a maconha no organismo.

Então, sobre a qualidade da maconha que você (maconheiro) recebe do seu revendedor (traficante). Infelizmente, se você fuma haxixe você vai descobrir que um monte de material que tem no pequeno bloco preto é feito de asfalto, sacos plásticos e até mesmo excreções de cães (adorável!). Se você fuma skunk  comprado do tráfico, então a probabilidade é que você tem um monte de coisas amarelinhas e brancas que você que as vezes. Isso inclui tapetes de nylon, pequenos insetos das colheitas clandestinas, como ácaros e pulgões, além de mofo. Mas isso, para quem depende do narcotráfico, como os usuários de maconha no Brasil, ainda é coisa de luxo, mesmo não sendo o ideal, pois a maconha prensada daqui, não chega a ser nem 30% composto da própria erva, em muitos casos a proporção das partes fumáveis da planta chega a apenas 10%, sendo os outros 90% compostos por capim, fezes de cavalos e bovinos, pedras, terra, folhas e galhos de outras plantas, como a erva daninha que cresce perto, graxa, urina, mofo e parasitas que vivem em plantações sem cuidados específicos.

Vamos reconsiderar o argumento para a relação entre cannabis e esquizofrenia, é bem possível que o lixo que os traficantes usam para fazer render mais a maconha possa causar mais danos ao cérebro? Eu não acho que inalar sacos de plástico, cocô de cachorro ou carpete de nylon faça bem a ninguém. Existe também o caso em que os traficantes irão empurrar outras drogas para os compradores, e é sabido que drogas como a cocaína e que tem um efeito enorme em dopamina no cérebro. Nós também estamos esquecendo a relação entre tabagismo e esquizofrenia, mesmo quando a esquizofrenia não se torna aparente essas pessoas tendem a fumar mais, só que eles são orientados pelos traficantes de drogas, que não são o tipo de pessoas que você levaria para casa para conhecer sua mãe. Um grande número de traficantes de drogas também estão associados com empréstimo de dinheiro e ao crime organizado, e se uma pessoa que tem uma predisposição genética para a esquizofrenia torna-se enredado neste meio o único resultado é um aumento do estresse, que traz a esquizofrenia.

Ok, vamos olhar para isso de uma perspectiva diferente. Se a Cannabis fosse legalizada, então o governo poderia controlar a força da droga e os usuários saberiam o que estavam usando. Este é o caso da Holanda, onde a maconha é legal, você pode comê-la, beber em chá ou fumar, mas você sabe que tipo você está tendo e como ela é forte em termos de THC (o ingrediente ativo em cannabis que estimula a dopamina). Agora, se a Cannabis causa a esquizofrenia seria de se esperar uma maior taxa de esquizofrenia na Holanda em comparação com o Reino Unido, onde a cannabis é ilegal. Opa, mas esse não é o caso de acordo com um relatório da Organização Mundial da Saúde, em 2004, a OMS calculou os anos de vida ajustados por incapacidade para todos os países e relatou o diagnóstico de doenças físicas e mentais per capita da população. Para a esquizofrenia, nós estamos olhando em uma escala de o menor, que foi a Austrália, com 164,225  para o mais alto, na Indonésia, que tem 321,870. Então, vamos comparar a legalidade de se fumar maconha na Holanda com o proibicionismo britânico, a Holanda teve 168,282, enquanto no Reino Unido o diagnóstico de esquizofrenia foi 185,182. Você não precisa ser um gênio da matemática para ver que onde a cannabis é legal e regulamentado o diagnóstico da esquizofrenia é menor do que onde não é regulado e ilegal.

Finalmente, vamos considerar o número de mortes causadas por drogas legais em comparação com Cannabis. De acordo com estatísticas nacionais do Reino Unido, em 2011, pelo menos 8.750 mortes foram a causa direta do álcool. Quantos morreram diretamente de overdose de maconha? A resposta é um grande 0 (zero)! É fisicamente impossível acontecer uma overdose de maconha. Além disso, é fisicamente impossível tornar-se viciado em ingredientes ativos de cannabis porque THC tem algo como uma meia-vida longa que você não pode se tornar fisicamente dependente dele ao contrário do álcool e nicotina. Sim, ok, você pode tornar-se psicologicamente viciado em maconha, mas você também pode se tornar psicologicamente viciado em qualquer coisa de álcool ao chocolate (independentemente de saber se é legal ou ilegal). Há também o custo do álcool e tabagismo no sistema público de saúde, para tratar o abuso de álcool o Reino Unido gasta £ 6 bilhões por ano, e de acordo com a BBC news o tabagismo custa no mesmo parâmetro £ 5.000.000.000 por ano. É verdade que a esquizofrenia custa £  6.7 bilhões por ano,  (mas apenas uma pequena quantidade deste número é de pacientes que consomem de fato maconha, e não outras drogas.)

A maconha deveria ser legalizada?
Vamos encarar a realidade, esse papo que os nossos avós contavam, que a maconha era a causa de todo o mal da humanidade, não faz a menor lógica com a realidade. Pois de fato há pelo menos dez mil anos  a maconha já vem sendo consumida desde a China antiga, e outras milhares de drogas mais antigas ainda por todo o mundo, então o homem sempre usou drogas para diversas finalidades, de fato algumas desapareceram, mas a maconha, por razão que não se tem certeza permaneceu em diversas culturas nos quatro cantos do planeta por tantos milhares de anos, algo de especial ela tem. E quem tem um convívio urbano normal (trabalho, estudos, vida social), com certeza conhece alguém que fuma maconha e é próximo, analise essa pessoa, ela tem jeito de estuprador, ou alguma forma de vida maligna? Provavelmente não né, então saibam que maconheiros são pessoas normais também que adoram viver a vida de forma que seja agradável. Enfim, a maconha vai continuar sendo consumida, proibir por lei, não faz com que a natureza proíba a maconha de nascer, nos quatro cantos do planeta, então as pessoas sempre vão fumar, e cabe às autoridades decidirem se querem deixar esse mercado tão amplo e que pode gerar tanta renda, nas mãos de empresas e pessoas que pagam seus impostos ou nas mãos de traficantes, que usam o dinheiro para fortalecer esses lados negativos da sociedade, como a marginalidade e o crime organizado. Lembre-se, com esses bilhões e até trilhões de dólares que são gastos no mundo para proibir essa planta, somando com o dinheiro que o comercio legalizado dela traria, nós poderíamos investir esse dinheiro na educação, explicando às crianças os perigos de usar drogas, investir no desenvolvimento do país, além de investir no próprio tratamento da esquizofrenia, além de todo o sistema de saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário