terça-feira, 27 de agosto de 2013

Legalização da Cannabis medicinal reduz mortes no trânsito

Cannabis medicinal - maconha medicinalUm estudo atualizado entende que a legalização da Cannabis para fins medicinais reduz o número de mortes no trânsito.

Nós escrevemos no passado sobre um estudo de 2011 - conduzido por pesquisadores da Montana State University e da University of Colorado - que constatou que os Estados que legalizaram a cannabis medicinal já viram uma redução drástica no número de mortes, devido a uma diminuição simultânea em consumo de álcool. Este estudo foi atualizado recentemente, após os pesquisadores analisarem ainda os dados, e foi publicado na edição mais recente do Journal of Law and Economics.

Os pesquisadores descobriram que, em média, as mortes caíram de 8 a 11 por cento no primeiro ano após a legalização da cannabis medicinal entrar em vigor, e caiu de 10 a 13 por cento por quatro anos. Depois de estudar as informações, os pesquisadores chegaram à conclusão de que a diminuição do número de mortes de trânsito foi associada a uma diminuição do consumo de álcool.

A queda no número de mortes relacionadas com o tráfego era mais prevalente entre adultos jovens (com idade entre 20 a 40), e justamente essa faixa etária é a que mais praticou a mudança do álcool para a cannabis.

"A conclusão desconfortável é que você preferiria ter jovens adultos fumando maconha em vez de beber álcool", afirma Daniel Rees, economista da Universidade do Colorado.

Estes resultados indicam que milhares de vidas poderiam ser salvas na estrada, se os EUA fossem  legalizar a cannabis medicinal a âmbito nacional. Apesar de mais pesquisas serem necessárias para confirmar estes resultados, este estudo é o que os defensores da cannabis devem compartilhar quantas vezes puderem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário