quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Procurador Geral dos E.U.A quer anunciar retrocesso da guerra ás drogas

Legalização da maconhaEm uma nova mudança de política que foi anunciada oficialmente segunda-feira pelo Procurador Geral dos EUA, Eric Holder, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos irá retroceder na guerra contra as drogas, incluindo o fim do uso de taxas mínimas obrigatórias para infratores não violentos.

Procurador-geral Holder anunciou as mudanças segunda-feira em um discurso que foi dado com a American Bar Association, em San Francisco; Titular anunciará que o que ele está "determinando que os infratores da legislação antidrogas sem laços com organizações de grande escala, gangues e cartéis e sem história de violência não serão acusados ​​de delitos que impõem penas mínimas obrigatórias ".

Em vez disso, esses indivíduos serão acusados ​​de crimes que "são mais adequados para a sua conduta individual, em vez de termos excesso de prisões, que são mais apropriadas para os criminosos violentos ou chefões do tráfico."

"Precisamos garantir que o encarceramento seja usado para punir, prevenir e reabilitar - não apenas para condenar, armazenar e esquecer", afirmou o procurador-geral.

O Departamento de Justiça também será a expansão de uma política que permite que determinados infratores não violentos, que tenham cometidos crimes de natureza mais leve, não sejam privados de liberdade, mas passem por programas educacionais.

De acordo com Holder, essas mudanças,, são o resultado de uma avaliação que o Departamento de Justiça lançou no início deste ano, mais mudanças devem vir em breve.

Embora essas mudanças políticas são um grito de longe de um fim para a guerra contra as drogas, eles ainda são um passo positivo.

Este anúncio vem poucos dias depois de procurador-geral Holder admitir que a guerra contra as drogas tem "consequências não intencionais", e que "há muitas pessoas na cadeia por muito tempo e injustamente."

Nenhum comentário:

Postar um comentário