terça-feira, 10 de setembro de 2013

Enquanto o uso de maconha sobe, o de outras drogas cai


fumar maconhaUm novo relatório aponta que o uso crescente da maconha está trazendo consigo a decadência do uso de drogas perigosas como metanfetamina, cocaína e analgésicos.

A Pesquisa que vem sendo realizada  desde 2012 sobre Uso de Drogas e Saúde foi lançada hoje, encontraram pelo menos o sexto ano consecutivo que o consumo de cannabis está em alta . O relatório constatou que 7,3% das pessoas consumiram cannabis  em 2012, acima dos 5,8% em 2007.

Apesar do aumento no consumo de cannabis, o uso de analgésicos, cocaína e metanfetamina tem tido um declínio constante, o uso de outras drogas, como os psicodélicos, permanece estável.

De acordo com o relatório, "A maconha foi a droga ilícita mais consumida. Em 2012, havia 18,9 milhões de usuários nos últimos meses. Entre 2007 e 2012, a taxa de uso corrente aumentou 5,8-7,3 por cento, e o número de utilizadores aumentou 14.500.000-18900000 ".

O número de usuários de metanfetamina no último mês, por outro lado, está em um forte declínio; "O número de usuários de metanfetamina nos últimos meses diminuiu entre 2006 e 2012, de 731 mil (0,3 por cento) para 440 mil (0,2 por cento)."

Houve também uma diminuição drástica do número de jovens que usam cocaína; "Houve uma diminuição entre 2005-2012 no uso de cocaína entre jovens adultos com idades entre 18 e 25 anos, 2,6-1,1 por cento."

No geral, apesar da liberalização das políticas de maconha em toda a América, o número de consumidores de maconha de jovens com idades entre 12 e 17 anos é de 7,2%, antes era de 8,2% em 2002.

Ou seja, esse estudo prova a teoria de que o uso da maconha, que é uma droga leve, pode ajudar as pessoas a se livrarem de vícios muito mais danosos à saúde e à sociedade. Além de que prova que quando a venda desse produto (maconha) é regulamentada, as crianças até 17 anos têm mais dificuldade em comprar do que com o mercado negro, o que gera uma queda do uso
nessa faixa etária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário