quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Partido político pede legalização da maconha na Austrália

proibição da maconhaUm partido político na Austrália chamado HEMP - vem lutando para ajudar a acabar com a proibição da maconha - lançou oficialmente sua campanha eleitoral de 2013 pela filiação de 12 candidatos ao Senado em todos seis estados, e pedindo a legalização nacional de cannabis.

"A América tem nos dado grande incentivo", diz Michael Balderstone, presidente da HEMP ", metade da America agora tem acesso a cannabis medicinal e agora eles começaram a chegar aos novos regulamentos para a cannabis recreativa. Então, agora, a parede está lá embaixo e não é grande coisa, o lugar não ficou louco poe ter legalziado".

Na Austrália, a produção de cânhamo industrial é legal, mas a cannabis - seja para fins medicinais ou recreativos - não é. A legalização da Cannabis é um pedindo da maioria dos adultos na Austrália, algo que eles acreditam que vai acabar com a criminalidade as
sociada com o mercado negro.

Os Estados Unidos vem surpreendendo ao mundo inteiro, pois foram eles que iniciaram a guerra contra as drogas, e anunciaram uma vez que a maconha era a droga mais perigosa do mundo. Fizeram diversas propagandas mentirosas e assombrosas por décadas e convenceram a ONU (que era presidida por um americano) a aconselhar a proibição da maconha em todo o mundo, e foi o que conseguiram.

Agora repentinamente os EUA vêm legalizando a maconha inclusive para fins recreativos, o que gerou uma indústria bilionária no país, que vem fomentando diversas obras e melhorias para os estados que legalizaram a maconha.

Coincidência ou não, pois é típico dos EUA mexerem os pauzinhos para estarem sempre a frente dos outros, agora eles tem uma indústria bilionária que nenhum outro país tem. E por surpresa por causa dos EUA que todos os outros países abominaram a maconha. Não digo que foi uma jogada planejada, mas se foi, com certeza deu certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário