segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Legisladores do Marrocos consideram legalizar completamente a maconha

população vive do haxixeLegisladores no Marrocos realizaram uma audiência hoje para discutir a legalização da cannabis para usos médicos e de lazer. A audiência foi realizada pelo Partido da Nação para Autenticidade e Modernidade ( PAM ), que está atualmente no processo de elaboração da legislação para legalizar o uso da maconha, o cultivo e distribuição. De acordo com as Nações Unidas, Marrocos já é o maior produtor de haxixe do mundo, fornecendo mais de 42% do haxixe do mundo inteiro.

Os defensores da proposta dizem que a lei seria um impulso econômico para a nação, e iria ajudar os pequenos agricultores que sobrevivem com o cultivo e sustentam suas famílias com o haxixe, mas vivem à mercê de traficantes e as tentativas da polícia para erradicar suas fazendas.

Milouda Hazib , chefe da delegação parlamentar do partido, estima que mais de um milhão de marroquinos, de uma população de 32 milhões, fazem a sua vida a partir do cultivo da maconha.

"As políticas de segurança não estão resolvendo o problema, porque isso é uma questão econômica e social para que o PAM está a tentar encontrar uma alternativa credível", disse Mehdi Bensaid, um legislador dentro do partido. "Achamos que essa cultura pode se tornar um importante recurso econômico para o Marrocos e para os cidadãos principalmente das montanhas ao norte do país."

O próximo passo, Bensaid diz, é para se alistar outros partidos políticos como patrocinadores, e apresentar um projeto de lei no próximo ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário