quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

9 países que podem ser os próximos a legalizar a maconha

Até este exato momento o Uruguai é o único país do mundo a legalizar completamente a maconha, e logo depois dessa decisão inédita, diversos outros países têm mandado seus líderes para conhecer melhor como funcionará o esquema na país celeste. Destacamos aqui os 9 países que "provavelmente" serão os próximos a aderirem políticas mais liberais com a erva sagrada.

1- Argentina.
A Suprema Corte da Argentina descriminalizou a posse pessoal de drogas, inclusive a maconha, em 2009.

Mas legalização pode estar no horizonte. Em dezembro passado, depois que o Uruguai legalizou a maconha, o chefe de assuntos relacionados à drogas da Argentina disse que seu país deve considerar seguir o vizinho.

2- Brasil
Mês passado, um juiz federal tomou a comunidade jurídica de surpresa quando ele absolveu um traficante de maconha e que as leis de maconha do país são inconstitucionais. 

Embora a decisão está sendo apelada, alguns acreditam que isso poderia levar a uma reconsideração séria de políticas de maconha no país.

3- Canadá
Com uma eleição federal com vencimento em 2015, muita atenção está sendo dada para a legalização da maconha. O líder do Partido Liberal do Canadá, Justin Trudeau, tem sido um defensor ferrenho de regular a maconha como o álcool.

Enquanto o programa de maconha medicinal do Canadá está atualmente em transição para um mercado comercial, a legalização da maconha recreativa agora faz parte do panfleto oficial da campanha do Partido Liberal.

4- Guatemala
O presidente Otto Perez Molina foi um dos apoiadores mais altos da reforma da política de drogas na Assembléia Geral da ONU no outono passado. Em seu discurso, o presidente da Guatemala elogiou o Uruguai e os estados de Washington e Colorado pela tomada de uma abordagem  "visionária" de políticas de maconha. 

5- Jamaica
Apesar de uma longa tradição cultural do uso da maconha, a Jamaica ficou para trás dos países mais progressistas quando se trata de reforma de lei. Mas só no ano passado, a maconha medicinal já recebeu apoio significativo de importantes políticos, incluindo o ministro da Saúde do país. 

6- México
A lei federal no México continua a ser difícil para todas as drogas, incluindo maconha, apesar do comércio de drogas florescente que abastece cartéis locais. Por outro lado, a posse pessoal de drogas foi descriminalizada desde 2009. 

Mudança mais drástica pode estar chegando em breve para a capital do país. Este mês, os legisladores da Cidade do México apresentaram um projeto de lei que legalizaria a venda de maconha recreativa.

7- Marrocos
O pequeno país africano é o maior produtor de haxixe do mundo. Na verdade, o haxixe é estimado em contribuir pelo menos 10% para a economia inteira do país, e muitos agricultores marroquinos confiam em cultivos de maconha para sustentar as suas famílias, pois essa prática foi passada de geração em geração dentro das famílias, o haxixe é de fato uma cultura do Marrocos, e a proibição (recente em relação à história do país) é algo que infringe completamente esse costume.

Agora, dois dos principais partidos políticos começaram a discutir a legalização da cannabis medicinal e industrial, como forma de estimular o crescimento econômico do país e legitimar o comércio para os agricultores que dependem dele.

8- Holanda
A Holanda tem sido reconhecida por sua abordagem liberal à maconha. Desde os anos 70, foram permitidos cafés em toda a capital que vendem maconha para os moradores e turistas. 

No entanto, muitos têm criticado o fracasso do país por não legalizar a produção e distribuição - a criação de um chamado de "problema porta dos fundos", que obriga lojas de café a obterem ilegalmente seu fornecimento.

Com um buraco tão óbvio na lei, não é nenhuma surpresa que os prefeitos de 35 cidades se uniram para pedir um sistema de maconha totalmente legalizada.

9- Estados Unidos
A lei federal ainda considera a maconha como substância do Anexo I (altamente perigosa). E, apesar de a interessante comparação do presidente Barack Obama sobre maconha e álcool, não há muito o sinal da lei mudar em breve.

Por outro lado, o chute inicial de vendas de maconha legais no Colorado tem atraído a atenção do público. Novas leis de maconha de Washington também vão entrar em vigor este ano. 

Sem um grande desastre ocorrer nos dois estados, é provável que, com o tempo, os legisladores terão de enfrentar uma crescente pressão para legalizar a maconha no nível federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário