segunda-feira, 10 de março de 2014

Nova Tiragem do Livro Cannabis Medicinal Introdução ao Cultivo Indoor, o primeiro manual de cultivo de maconha do Brasil

livro sobre cultivo de maconha - Sr. Sergio VidalHoje temos a satisfação de receber aqui no blog nosso querido ativista, antropólogo e escritor Sergio Vidal, que cedeu uma entrevista exclusiva para o blog Planeta Maconha sobre seu novo projeto, uma campanha de financiamento coletivo para a próxima tiragem do seu livro (Cannabis medicinal: introdução ao cultivo indoor). Sergio Vidal é militante pela legalização da maconha há mais de 10 anos e já colaborou com a causa de diferentes maneiras, especialmente produzindo textos científicos e de opinião sobre os diferentes temas ligados à maconha, publicados em blogs, sites, livros e periódicos impressos e on-line. Cannabis Medicinal Introdução ao Cultivo Indoor é o primeiro livro sobre o tema em português e ensina todo o básico necessário para aprender a cultivar cannabis de qualidade medicinal. A campanha está sendo lançada hoje e o blog Planeta Maconha não poderia deixar de ajudar na divulgação deste projeto. Maiores informações sobre o livro e a campanha podem ser encontradas no link do projeto no Catarse

Planeta Maconha: Qual a importância que seu livro teve e tem para os usuários de cannabis brasileiros?

Sergio Vidal: É difícil afirmar qual a importância do livro. De 2010 até hoje, foram distribuídos quase 4.000 exemplares, entre livros doados e vendidos. Se pensarmos que cada livro foi lido em parte ou totalmente por entre 1 a 5 pessoas, são de 4 a 20 mil pessoas que tiveram acesso a algum nível de informação sobre o cultivo de cannabis. Muitas pessoas me escrevem por e-mail ou facebook, fazendo as mais variadas perguntas sobre a cannabis e eu procuro responder a todos, na medida do possível, respeitando meu ritmo de trabalho. Desde que lancei o livro houve um aumento crescente no número de mensagens. Eu realmente não tenho como medir a importância do meu livro para todos os usuários. O que sei é que o livro teve e tem importância para as pessoas que usam maconha ou se interessam pelo tema e leram o livro. Essas, com certeza tiveram acesso a informações sobre cultivo e botânica da planta descritas de forma didática, o que não é fácil de encontrar em qualquer lugar. Para mim basta saber que essas pessoas gostaram do livro e tiveram alguma experiência bacana por terem tido contato com um conhecimento novo. Isso já é de uma importância fantástica. Cada mensagem que recebo de alguém que leu o livro é combustível para eu continuar trabalhando e só através delas eu posso ter alguma medida da importância do livro. Sei também de muitos leitores que começaram a cultivar seu próprio remédio, para reduzir os danos e deixar de comprar do mercado ilegal. Isso também é algo muito positivo, já que estou de certa forma ajudando a diminuir a violência na sociedade.

Planeta Maconha: Como você teve a ideia para utilizar o Catarse para realizar o financiamento coletivo da próxima tiragem do livro?

Sergio Vidal: Em 2012 eu já havia começado a negociar com o Catarse para fazer essa nova tiragem, mas o projeto foi arquivado por diversos motivos. Em novembro do ano passado eu retomei a negociação e eles receberam o projeto de forma muito positiva, como da primeira vez. Então chamei um amigo para gravar o vídeo e escrevi o projeto. Os consultores do Catarse leram o projeto, assistiram o vídeo e fizeram suas considerações. Nós fizemos os ajustes e o passo seguinte foi fazer contato com toda a rede de coletivos, ativistas, empresários, blogs, sites e outras pessoas que trabalham com o tema para apresentarmos o projeto e saber como a ideia seria recebida. Todos acharam a iniciativa muito boa, muitos inclusive disseram que não viam a hora do livro estar novamente disponível ao público. Isso tem me dado muita força para tocar o projeto da campanha e tenho esperanças de que vamos alcançar a meta e quem sabe até ultrapassa-la.

Planeta Maconha: Verdade que se for atingido um valor maior do que a meta você pretende diminuir o custo final do livro para o leitor?

Sergio Vidal: Sim, é verdade, mas isso depende de quanto seria o valor arrecadado. O fato é que o custo final do livro está preso ao custo unitário da impressão e quanto maior for a tiragem impressa, menor o custo unitário. O problema é que para imprimir uma tiragem que diminua o preço eu preciso desembolsar quase o dobro de uma só vez, o que atualmente é impossível, já que não tenho nem para fazer a tiragem mínima, de 1.000 exemplares. Atualmente tenho negociado com diferentes gráficas, sendo que uma em especial, localizada em Brasília, foi a que conseguiu me fazer o menor preço. Se até o final da arrecadação eu conseguir uma gráfica com um preço melhor facilitará as coisas. Para conseguir baixar os custos do livro seria necessário arrecadar ao menos 15, ou 16 mil. Atualmente a meta é de 9.040 reais.

Planeta Maconha: Você tem planos de fazer uma nova edição desse livro?

Sergio Vidal: Na verdade atualmente estou trabalhando em mais 3 livros, sendo que um deles é especialmente voltado para o tema do cultivo de maconha e irá se aprofundar ao máximo em todos os aspectos dessa arte, inclusive nas técnicas mais atuais. Não pretendo fazer uma nova edição, mas sim um livro totalmente novo, que trate de todos os temas básicos, mas que também fale a respeito de muitos outros temas especializados.

Ativismo pela Legalização da Maconha e o cultivo no BrasilPlaneta Maconha: Qual mensagem você deixa para os leitores do Planeta Maconha que curtem o seu trabalho?

Sergio Vidal: Queria primeiro agradecer a oportunidade de divulgar meu trabalho aqui no blog. Sempre que precisarem contem comigo para produzir conteúdo ou ceder alguma entrevista. Aos leitores do Planeta Maconha gostaria de agradecer pela atenção e pedir que divulguem a campanha  ao máximo e, se puderem, colaborem também. Há muitas formas de colaborar e todas elas têm um valor fundamental para que o nosso projeto tenha sucesso. Muito obrigado a todos pelo carinho, se cuidem e keep growing!

2 comentários:

  1. Respostas
    1. No texto tem alguns links, entre eles o link do projeto no Cartase. Você pode comprar mais barato através do projeto, mas a tiragem ainda será feita. A primeira leva foi esgotada. Agradeço a participação. Quem cultiva combate o crime organizado!

      Excluir