terça-feira, 20 de maio de 2014

Garota dos EUA morre esperando por lei para liberar o extrato de CBD

extrato de maconha rico em CBDTragicamente, Lydia Schaeffer (com idade de 7 anos) faleceu no dia das mães de uma desordem genética rara chamada síndrome Kleefstra, que provoca convulsões terríveis e outras complicações. Sua situação inspirou os legisladores do estado de Wisconsin, no norte dos EUA, a legalizar um extrato de maconha, de CBD, para tratar sua condição, apesar de sua oposição a uma reforma mais ampla da maconha medicinal.

Sally Schaeffer, a mãe de Lídia, pressionou o Legislativo estadual para legalizar o extrato de maconha rico em canabidiol (CBD) para uso em crianças com crises convulsivas, e pessoas de todas as idades com diversas condições. 

Mesmo que os legisladores se moveram para passar o CBD em tempo recorde, a determinação das implicações da lei a impediu de entrar em vigor. 

Em honra de Lydia, Sally planeja continuar a espalhar a palavra sobre o óleo de CBD. Ela disse que foi cLei de Lydia. A simpatia de Wirch pela a família Schaeffer é bem-vinda, mas a compaixão dele e outros dos políticos para a grande maioria dos outros pacientes que necessitam atualmente não existe .
ontatada pelo escritório do senador Robert Wirch esta semana e disseram que iriam tentar ter o projeto de lei que ela defendia chamado de

Nenhum comentário:

Postar um comentário