segunda-feira, 30 de junho de 2014

Fumar maconha não está associado às causas de câncer de pulmão segundo estudo

cancer de pulmãoSujeitos que inalam fumaça de maconha regularmente não possuem maior risco de desenvolver câncer de pulmão do que aqueles que a consomem ocasionalmente ou não consomem, de acordo com dados publicados em linha antes da impressão no International Journal of Cancer

Uma equipe internacional de pesquisadores do Canadá, Nova Zelândia, Reino Unido, e Estados Unidos analisaram os dados de seis estudos de caso-controle, envolvendo mais de 5.000 pacientes (2.159 casos e 2.985 controles) de todo o mundo. 

Autores concluíram: "Os resultados de nossas análises agrupadas fornecem pouca evidência de um risco aumentado de câncer de pulmão entre os fumantes habituais ou de longo prazo de maconha." 

Os pesquisadores já haviam apresentado seus dados na reunião anual em 2013 da Academia Americana para Pesquisa do Câncer

Seus resultados são semelhantes aos de uma revisão de 2013 publicada na revista anual da American Thoracic Society, que concluiu: "Uso habitual de maconha por si só não parece levar a alterações significativas na função pulmonar. ... No geral, os riscos de complicações pulmonares de uso regular da maconha parecem ser relativamente pequenos e muito inferiores aos do tabagismo. "

Um comentário que acompanha na mesma revista afirmou: "O ato de fumar Cannabisnão parece aumentar o risco de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou cânceres das vias aéreas. Na verdade, não existe sequer uma sugestão de que as baixas doses de cannabis podem ser protetoras para ambas as condições. "

Estudos pré-clínicos documentaram que os canabinóides possuem propriedades anti-cancerígenas potentes, incluindo a inibição do crescimento das células do câncer de pulmão. Até o momento, no entanto, os cientistas ainda têm de realizar ensaios clínicos controlados e replicar esses resultados em seres humanos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário