sexta-feira, 13 de junho de 2014

Presidente do México pode estar aberto à legalização da maconha

legalização da maconhaDurante muito tempo, o México tem sido o principal fornecedor de maconha ilegal para os Estados Unidos. A maconha do México foi fornecida por cartéis de drogas muito perigosos que são responsáveis ​​por inúmeros assassinatos e outros horrores no México e nos Estados Unidos. Reforma da maconha nos Estados Unidos diminuiu os lucros das vendas de maconha por estes cartéis.

Muitas agências de notícias têm atribuído essa diminuição das vendas de maconha por cartéis à maconha recreativa legalizada. Embora concorde que a legalização de lazer dói para os cartéis, a reforma da maconha medicinal tem prejudicado os cartéis mais que a reforma da maconha recreativa. Vendas de lazer são muito novas, e só ocorrem no Colorado ainda. isso não é o suficiente para machucar cartéis, tanto quanto os vários estados que têm a maconha medicinal. O cultivo e vendas atribuída à maconha medicinal é um colaborador muito mais provável, na minha opinião. Felizmente, agora centenas de milhares (senão milhões) cultivam o seu próprio remédio ou compra a partir de um dispensário.

Eventualmente fortalecer a legalização, vai doer os cartéis ainda mais. Quando dezenas de estados permitirem os jardins de recreio legais e vendas de maconha, os cartéis serão trazidos a seus joelhos, pelo menos no mundo da maconha. Se o México tivesse que nunca legalizar, especialmente em conjunto com os EUA, seria game over para as vendas de carteis de maconha. A legalização é algo que o presidente do México iria considerar se os Estados Unidos abrirem o caminho.

"Pena Nieto diz que é a favor de debater a questão apesar das dúvidas pessoais sobre a legalização da cannabis, e os legisladores dizem que o México não pode estar fora de passo para sempre com os Estados Unidos, o principal comprador de drogas ilícitas que cruzam a fronteira.

Em entrevista ao jornal espanhol El Pais, Pena Nieto disse que a legalização da maconha era um "fenômeno crescente" e que as políticas seguidas nos últimos 30 a 40 anos tinham só levado a mais consumo e mais produção de drogas e crimes.

"Portanto, é uma política fracassada", disse ele ao jornal. "

Os Estados Unidos, como o maior mercado do planeta para a maconha, tem de assumir a liderança na legalização. México provavelmente não vai fazer o primeiro movimento. Mesmo se o fizessem, não ajudaria a resolver o problema de cartel, porque cartéis ainda se beneficiariam da proibição nos Estados Unidos. É hora de colocar os cartéis fora do negócio. é hora de parar a dor e sofrimento que os cartéis causam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário