sexta-feira, 29 de agosto de 2014

A maconha realmente pode reduzir o risco de violência doméstica?

maconha ajudando casaisUm argumento que eu uso muitas vezes quando alguém está debatendo sobre a reforma da maconha é que o álcool aumenta o comportamento violento, enquanto a maconha não o faz.

Tenho ouvido vários policiais aposentados apontarem que muitas cenas de violência doméstica foram alimentadas pelo álcool, mas nunca relataram uma cena onde alguém fumou maconha e, de repente, tornou-se violento e agrediu familiares. 

Todo mundo que eu conheço que consome maconha fica muito mais descontraído ainda depois do consumo da erva, ao passo em que mesmo a pessoa mais dócil pode ficar violenta quando começa a beber demais. 

De acordo com um novo estudo que foi recentemente lançado pela High Times, o uso da maconha entre parceiros íntimos pode diminuir o risco de violência doméstica.

Investigadores da Universidade de Yale, Rutgers e da Universidade de Buffalo avaliaram mais de 600 casais para determinar se o uso de maconha entre maridos e esposas foi preditivo de violência doméstica em algum momento durante os primeiros nove anos de casamento. Os pesquisadores relataram: "Em modelos totalmente ajustados, verificou-se que o uso de maconha mais freqüente por maridos e esposas previu discussões conjugais menos freqüentes. As análises demonstraram moderação de casais em que ambos os cônjuges usaram maconha freqüentemente, e relataram discussões muito menos frequentes". 

Se você conhece alguém que consome álcool, e acha que a maconha deve permanecer ilegal, ofereça este estudo para que essa pessoa possa ler. A violência doméstica é uma coisa horrível, e qualquer coisa que reduza a violência doméstica deve ser abraçada. Logo, não há mais dúvidas de que a maconha está trazendo apenas benefícios desde que as pessoas começaram a redescobrir o bem que essa erva de uso milenar trás. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário