sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Jovens têm consciência de que a maconha é menos nociva do que o álcool

jovens e maconhaAdversários da maconha usam crianças como peões no jogo para manter a proibição da maconha no lugar. Quando perguntado por que a maconha deveria permanecer ilegal, pessoas como Kevin Sabet quase sempre oferecem a desculpa de que a legalização da maconha irá resultar em pessoas mais jovens consumindo maconha. O fato é que, o Colorado, nos EUA, tem visto uma diminuição do consumo de maconha por jovens desde que a maconha foi legalizada por lá. Isso é um fato que Kevin Sabet parece esquecer. Traficantes de maconha do mercado negro não pedem identidade e assim a maconha é muito mais disponível em um sistema desregulado em comparação com um regulamentado. 

A maconha é mais segura do que o álcool, esse fato é inegável. Mesmo Barack Obama admitiu isso. A sondagem foi realizada recentemente e descobriu que os jovens americanos estão plenamente conscientes disso. 

Os jovens sabem que a maconha faz muito menos mal à sociedade do que o álcool ou o tabaco. De acordo com uma pesquisa com adultos e 40 jovens, 47 por cento acreditam que o álcool é mais prejudicial para a sociedade, 27 por cento acha que o tabaco é o pior, e apenas 13 por cento escolheu a maconha como o mais nocivo dos três, alegando que ela pode ser a porta de entrada para drogas mais pesadas. 

Entre os adultos de idade entre 36 e 40 anos, a proporção era de apenas 33 por cento, mas entre aqueles com idade inferior a 30 a proporção era de um incrível 52 por cento contra 9 por cento. 

Se pessoas como Kevin Sabet querem proteger a juventude da América, ele deveria apoiar a regulamentação da maconha. Em vez disso, ele prefere manter a proibição em vigor, que aumenta o acesso à maconha pela juventude e a torna fácil para eles comprarem no mercado negro, sem qualquer regulamentação. A maconha é mais segura do que o álcool. Leis sobre a maconha devem refletir esse fato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário