sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Maconha dá mais qualidade de vida e independência à pessoas com paralisia cerebral

maconha medicinalUm novo estudo realizado na Finlândia, publicado pelo Instituto Nacional de Saúde dos EUA, e pela revista Duodecim, da própria Finlândia, descobriu que a cannabis melhorou significativamente a qualidade de vida de um paciente com paralisia cerebral. 

"Canabinoides foram liberados em 2012 para o tratamento da espasticidade associada com a esclerose múltipla na Finlândia", afirma o estudo. "A espasticidade é um dos principais sintomas de paralisia cerebral e um fator de risco de várias anomalias dolorosas do sistema do esqueleto. Nós descrevemos um homem de 28 anos com paralisia cerebral grave, cuja qualidade de vida melhorou e a necessidade de ajuda diminuíram usando dois sprays bucais diários de canabinoides, dando-lhe maior independência." 

Embora o estudo utilizou apenas um paciente, com os resultados conclusivos, esperamos levar a novas pesquisas sobre o assunto, a fim de ajudar a validar as afirmações do estudo. 

De acordo com a National Library of Medicine, paralisia cerebral é "um grupo de doenças que podem envolver as funções do cérebro e do sistema nervoso, como o movimento, aprendizagem, audição, visão e pensamento. Existem vários tipos diferentes de paralisia cerebral, incluindo espástica, discinesia, atáxica e hipotônica."

Nenhum comentário:

Postar um comentário