segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Mais de 20 empresas licitam para abastecer mercado de maconha no Uruguai

fumar maconhaUruguai, sob a liderança do presidente José Mujica, foi o primeiro país a legalizar a maconha para uso adulto, balançando-se no debate global de reforma da lei de maconha. Moradores já estão permitidos a cultivar a sua própria cannabis, enquanto as vendas regulamentadas provavelmente começarão em 2015, mais de 20 empresas se candidataram para ser fornecedores do mercado de cannabis futuro do Uruguai.

Um total de 22 empresas apresentaram propostas para o fornecimento de maconha, após uma lei que torna o Uruguai o primeiro país a legalizar a produção, venda e distribuição da droga a nível nacional.

Oito delas são uruguaias, 10 são estrangeiras e o restante são "aventureiros", disse o recém-criado Instituto de Regulação e Controle de Cannabis. 

Seu produto será vendido em farmácias sob a lei inovadora aprovada em dezembro. 

O mundo estará assistindo ao Uruguai para ver como tudo isso se desenrola. Vendas de maconha reguladas estão ocorrendo no Colorado e em Washington, nos Estados Unidos. No entanto, o Uruguai será muito diferente, já que este é um sistema nacional tributado e regulado. Se for bem-sucedido no Uruguai, em muitos outros países, sem dúvida, seguirão o exemplo e legalizarão e regulamentarão as vendas de maconha em seus próprios países. Naturalmente, os países vão avançar para uma política que cria empregos, gera receita e prioriza recursos de aplicação da lei. Esperemos que, Uruguai supere todas as expectativas e a próxima grande indústria possa ser adotada em todo o mundo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário