sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Entenda porque comer maconha causa efeitos mais fortes do que fumar

efeitos da maconha ingeridaMuita gente nem imagina, mas comer cannabis pode ter alguns efeitos profundamente diferentes do que fumá-la, e aqui está o porquê.

Alguma vez você já se perguntou o que está por trás do fato de que comer maconha faz com que o efeito seja muito mais potente do que simplesmente fumar? Colocar a erva em um brownie em vez de uma seda pode ampliar a experiência tanto em termos de poder e duração - muitas vezes para o prazer, mas, por vezes, para o desespero do usuário, quando ocorre bad trip.

Cannabis ingerida é uma força a ser reconhecida, e pode facilmente sobrecarregar os despreparados. O raciocínio por trás de tudo isso se resume à forma como os compostos da cannabis interagem com o corpo. Quando você come cannabis, tem que passar pelo sistema digestivo. Durante o processo de absorção, o THC passa através do fígado onde é convertido em uma forma muito mais poderosa.

Delta-9-THC (THC normal) torna-se 11-hidroxi-THC, que pode passar a barreira sangue-cérebro com muito mais facilidade e com um poder de penetração muito mais forte!

Quando você inalar cannabis, quer sob a forma de fumaça ou vapor, os compostos são absorvidos diretamente em seu sangue através dos pulmões. Isso faz com que o THC possa contornar o fígado, e ir direto para o cérebro, resultando em um método mais instantâneo, mas uma onda menos potente.

É interessante notar que quando você fuma maconha, o THC que não é absorvido imediatamente através da barreira hemato-encefálica na passagem inicial fica dando um passeio através da corrente sanguínea, fazendo o seu caminho de volta ao redor do corpo. Em sua jornada, ele vai para o fígado, onde, acontece o mesmo que quando você come, ele será convertido em 11-hidroxi-THC. Isso faz com que você sinta os efeitos de ambas as formas de THC, uma vez que ele faz o seu caminho de volta ao redor do cérebro.

A principal diferença entre comer e fumar, é que todo o THC que você consome quando come é convertido em 11-hidroxi-THC, enquanto que apenas uma parte do THC de se fumar é convertido.

Depois, há o aspecto do controle de dosagem. Quando você come maconha é tudo em seu sistema de uma só vez, e há pouco que você pode fazer para controlar a dose uma vez que leva muito tempo até que os efeitos sejam sentidos. Quando você fuma maconha, você tem um instante para sentir sobre como ela está afetando você, e controlar a dose em conformidade. Isso é chamado tecnicamente de titulação: Controlar e ajustar a potência que você consome. Cannabis fumada tende a atingir o pico de força depois de 10 minutos, e, em seguida, sendo rapidamente dissipada ao longo dos próximos 30 minutos a uma hora. Assim, através de titulação, você pode manter-se em um nível ao longo de um período de tempo. Isso não é possível quando você come a maconha, você começa tudo de uma só vez. No entanto, como você começa a conhecer a sua receita, a força de sua preparação e o tipo de erva usada para cozinhar, você pode ter uma ideia muito precisa para a dose e usá-lo com muita precisão. Para conseguir isso, sempre é bom medir quantos gramas você está usando e ingerindo para fazer determinada receita, dessa forma você pode facilmente determinar o quanto lhe convier.

Ela dura mais

Medir quanto tempo o THC permanece no corpo é realmente muito complicado. A medida utilizada para avaliar quanto tempo dura uma estadia de drogas no corpo é chamada de meia-vida (quanto tempo leva metade da substância para deixar o seu sangue), mas como o THC pode ser armazenado na gordura e depois relançado, há um disco de imprecisão ao tomar alguma medida. Dizendo isto, o que tudo se resume é como o THC é metabolizado. Se o THC não passa pelo fígado, ele se dissipa muito rapidamente, enquanto que, se isso acontecer, ele pode pendurar em torno de qualquer lugar com gordura entre 6-10 horas. Isto significa que se você come maconha e obtém uma dose pura de 11-hidroxi-THC, você ficará chapado por um bom tempo.

A VELOCIDADE

O último fator é olhar para o início. Quando fumada ou vaporizada, os efeitos da maconha irão começar rapidamente, às vezes quase que instantaneamente. No entanto, quando você come, pode demorar entre 45 minutos a uma hora e meia para sentir os efeitos, que uma vez que chegam já estão com efeito total, então segura a onda!

Isso é causado por duas grandes diferenças. A primeira é que, quando você fuma maconha, você a recebe em seu sangue instantaneamente; tudo o que tem a fazer é fazer o seu caminho para o seu cérebro. Quando você come, a cannabis tem que primeiro fazer o seu caminho através de seu sistema de digestão, antes de finalmente fazer o seu caminho para o sangue e depois ao cérebro.

Em segundo lugar, também se resume a concentrações. Fumar maconha realmente coloca muito mais THC no sangue do que comer. Cerca de 50-60% dos canabinóides inalados fazem o seu caminho para a corrente sanguínea, enquanto que apenas 10-20% da maconha comida faz. Isso faz com que o início da Cannabis ingerida seja muito mais lenta.

QUANDO SE TORNA UMA VIAGEM DE CANNABIS

Cada substância tem o seu ponto ideal em que ele se desdobra seus efeitos na forma mais bonita. Ultrapassando esse ponto nem sempre aumentar os aspectos agradáveis, mas mais frequentemente traz os lados desagradáveis, como ansiedade ou palpitações cardíacas, também conhecidas por bad trips (viagens ruins). Cannabis não é geralmente considerada como um psicodélico na mesma classe como cogumelos mágicos ou LSD, mas mesmo assim, mesmo fumando uma erva altamente potente pode certamente levar à psicodelia nos primeiros estágios. Mas, quando consumida por ingestão, isto tende a ser ampliado significativamente, e os efeitos podem assumir as características de uma típica viagem psicodélica: Longa duração (4-6 horas) e qualidade visionária leve, embora comumente manchada por sedação e membros pesados, como poços de acessos de riso e os petiscos (larica). Além disso necessitam de muito menos material para obter um efeito de longa duração, quem come a cannabis salienta sua natureza psicadélica muito mais do que qualquer outra forma de consumo.

Quando se trata de dosagem, é aconselhável ficar no lado de baixo ao experimentar, como até mesmo pequenas quantidades podem ser surpreendentemente fortes. Se você não sabe a potência do material, comece com 0,3 g ou 0,5 g de buds e deguste com calma.

Quem nunca comeu algo feito com maconha, recomendo que quando o fizer esteja em local aconchegante e cercado apenas de pessoas que você confie e sabe que não irão lhe causar bad trip, pois o efeito pode realmente ser surpreendente, e se você nunca teve uma experiência desse nível, a melhor coisa a fazer é manter todos os fatores no maior controle possível. A onde é boa, realmente bem diferente do que fumar/vaporizar, mas vale a pena curtir em um dia especial, e vale ressaltar que para obter somente os efeitos medicinais, sem muita chapação, não é necessário colocar muita erva em uma receita. Bom apetite.

5 comentários:

  1. Botar uma ervinha no waffles de chocolate da bauducco aushuahsuahsua

    ResponderExcluir
  2. Planetamaconha, gostaria de saber: Posso ingerir a maconha prensada? É difícil ter acesso à ela em forma de folhas aqui, só consigo no estágio prensado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fera, até pode, mas lave antes.

      https://www.youtube.com/watch?v=2MYMm2QjqIc&list=PL7o-Da6zKcZfVACu3Yux0LNSBZ6c42LkI&index=3

      nesse vídeo explica como fazer.

      Excluir
  3. Pessoal é verdade que se consumida em uma receita de brigadeiro por exemplo ela pode ter efeitos afrodisíaco ou é só mito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu como e é verdade. dá uma vontade da porra de trepar. :)

      Excluir